PIX com 3% de desconto ou até 3x sem juros no cartão!

Dicas de Viagem – 5 Documentos exigidos em viagens internacionais

É muito excitante planejar uma viagem, pra onde ir, escolher os roteiros turísticos, pensar na hospedagem, nas experiências, enfim, cada detalhe para que tudo saia conforme o esperado.

Os documentos exigidos em viagens internacionais são a parte chatinha do planejamento, não dá pra fugir da burocracia, mas vamos tentar descomplicar! É importante verificar a necessidade do passaporte e do visto, além de observar a validade dos seus documentos pessoais, esse é o primeiro passo para uma viagem internacional, mas podem ocorrer outras exigências, como vacinas e habilitação internacional (caso pretenda alugar um carro) por exemplo.

A ideia hoje é listar algumas dicas e informações sobre documentos exigidos em viagens internacionais, além de fornecer alguns links que podem ajudar na hora de planejar sua viagem, vamos lá:

Passaporte

É sempre bom estar com o passaporte em dia, mas nem sempre ele é imprescindível. Para viagens turísticas a países do Mercosul o RG emitido há menos de 10 anos pela Secretaria de Segurança Pública do seu Estado será suficiente. Apenas a Cédula de Identidade é válida, nada de CNH, OAB, CRM, nenhum desses documentos será aceito. E bastante ATENÇÃO, essa informação só vale para viagens TURÍSTICAS, se for por motivo de trabalho ou estudos, o passaporte é insubstituível.

Já para os demais destinos tenha sempre o passaporte válido em mãos, não espere seu passaporte expirar pois não planejar o período de renovação pode atrasar seus planos de viagem, além disso, muitos países exigem prazo de vencimento mínimo para passagem na imigração, a seguir vamos esclarecer essa questão:

Para os EUA, Canadá e Austrália, basta que seu passaporte esteja válido até o final da sua permanência no país;

Para União Europeia é preciso que seu passaporte tenha validade extra de 3 meses após o retorno para o Brasil;

Para o Reino Unido, México e Nova Zelândia são necessários 6 meses de validade após o término da viagem.

Para consultar outros destinos e/ou maiores informações sobre requerimento ou renovação do passaporte, acesse o site do Governo Federal.   

Visto

Atualmente, os viajantes com passaporte brasileiro têm acesso de turismo a mais de 150 países espalhados pelo mundo, para os demais destinos é preciso solicitar o documento oficial que dá acesso ao país, o famoso VISTO. Cada nação possui suas regras e condições para emissão do mesmo.

Lembre-se de estar com o seu PASSAPORTE EM DIA antes de solicitar o Visto para qualquer país.

Vamos listar os destinos visitados por turistas brasileiros que requerem Visto para entrada:

AUSTRÁLIA – Os brasileiros podem solicitar o visto pela internet, acesse o site do Departamento de Imigração da Austrália para se cadastrar e iniciar a solicitação.

CANADÁ – Acesse o site do Governo do Canadá. Informe-se também sobre a autorização eletrônica de viagem, concedida a brasileiros que tiveram visto expedido nos últimos 10 anos ou para quem tenha um visto americano válido.

CHINA – Consulte no site do Serviço Consular Chinês todas as informações para solicitação do visto.

ESTADOS UNIDOS – Consulte no site da Embaixada Americana todas as informações para solicitação do visto.

Normalmente o procedimento inicial é preencher o formulário de solicitação. Você pode acessá-lo clicando AQUI.

JAPÃO – Consulte no site da Embaixada Japonesa todas as informações para solicitação do visto.

Além de: Afeganistão, Angola, Arábia Saudita, Argélia, Austrália, Azerbaijão, Bahrein, Bangladesh, Belize, Benin, Bielorrússia, Brunei, Burkina Fasso, Burundi, Butão, Cabo Verde, Camarões, Camboja, Canadá*, Catar, Chade, China, Comores, Coréia do Norte, Costa do Marfim, Costa Rica, Cuba, Djibuti, Egito, Emirados Árabes Unidos, Eritréia, Estados Unidos da América, Etiópia, Gabão, Gâmbia, Gana, Guiana Francesa, Guiné, Guiné Bissau, Guiné Equatorial, Iêmen, Ilhas Cook, Ilha Kiribati, Ilhas Marianas, Ilhas Marshall, Ilhas Maurício, Ilhas Salomão, Índia, Indonésia, Irã, Iraque, Japão, Jordânia, Kuwait, Laos, Lesoto, Líbano, Libéria, Líbia, Madagascar, Malawi, Mali, Mauritânia, Mianmar, Moçambique, Moldávia, Nepal, Níger, Nigéria, Omã, Papua Nova Guiné, Paquistão, Quênia, Quirguistão, Quiribati, República de Belarus, República Centro Africana, República Democrática do Congo, Ruanda, São Tomé e Príncipe, Senegal, Serra Leoa, Síria, Somália, Sri Lanka, Sudão, Sudão do Sul, Tadjiquistão, Taiwan, Tanzânia, Timor Leste, Togo, Turcomenistão, Uganda, Uzbequistão, Vanuatu, Vietnã, Zâmbia, Zimbábue.

LEMBRE-SE de checar a necessidade do Visto para os PAÍSES DE TRÂNSITO OU CONEXÕES!

Comprovante de vacinação

No site da ANVISA você encontra a lista de locais emissores do CIVP (Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia) caso pretenda viajar para algum país que o exija.

Na área de “exigências de viagem” você seleciona o SEU DESTINO e verifica se existem recomendações ou exigências sanitárias.

No caso da Febre Amarela, o certificado pode ser solicitado on-line, o pedido é feito pelo Portal de Serviços do governo federal. Faça seu cadastro e preencha o formulário. Você vai precisar de CPF e da imagem digitalizada do comprovante da vacinação (com seus dados pessoais e dados da vacina). O serviço é gratuito e fica disponível em até 10 dias no seu e-mail.

Permissão Internacional para dirigir (PID)

Alugar um carro nas viagens internacionais proporciona maior liberdade com horários e roteiros, além de eliminar a preocupação em aprender os itinerários e horários dos transportes públicos, depender de serviços como táxi e Uber ou ainda, ter que seguir os roteiros das excursões. Mas FIQUE ATENTO aos países que exigem a permissão para dirigir, não seja pego de surpresa.

O ideal é verificar no site da embaixada do país de destino para ter certeza se precisará emitir a PID, por exemplo, como turista, por um prazo determinado, a CNH é permitida em alguns Estados dos EUA e de modo geral, na maioria dos países da Europa, mas é muito IMPORTANTE verificar as regras e exceções.

A Permissão Internacional para Dirigir (PID) é emitida para que o condutor habilitado no Brasil (com Permissão para Dirigir ou CNH definitiva) possa dirigir nos países signatários da Convenção de Viena e nos países que atendam o princípio de reciprocidade.

Confira a lista dos países clicando AQUI.

Seguro Viagem

O seguro de viagem é importantíssimo para todos os que têm em vista destinos internacionais, sabemos que imprevistos também acontecem durante as viagens, mas não precisamos deixar que isso estrague os planos. Muitos países só permitem o ingresso em seu território com a comprovação da adesão ao seguro, nesse momento de instabilidade causado pela pandemia do COVID19 devemos nos precaver mesmo que nosso destino não o exija. O seguro vai além das questões de saúde, podemos contar com ele em casos mais específicos, como extravio de bagagens, cancelamento de voos ou retorno antecipado para o Brasil, por exemplo.

Vamos esclarecer alguns pontos. Existe diferença entre SEGURO de viagem e ASSISTÊNCIA de viagem. O primeiro é mais burocrático pois o viajante arca com todos os gastos e posteriormente pede o reembolso mediante documentos comprobatórios, mas tem liberdade para escolher onde será atendido, já no segundo caso, a empresa contratada indicaria locais específicos onde você poderia ser atendido com cobertura prévia. Esteja atendo às diferenças no ato da contratação.

Os seguros são feitos de acordo com as necessidades da viagem, podem ser dos básicos aos mais completos, no ato da contratação detalhes da sua programação vão ajudar a escolher o melhor plano.

Não deixe de averiguar as coberturas e condições da Seguradora contratada quanto a uma possível contaminação pelo coronavírus. Cada empresa tem uma postura em relação ao tema e algumas Seguradoras limitam a cobertura até o momento do diagnóstico positivo, sendo necessária a contratação de cobertura específica para as possíveis despesas médicas, hospitalares e de extensão de permanência no exterior em decorrência de contaminação por coronavírus.

Gastos decorrentes de epidemias e pandemias são legalmente descobertos, essa medida visa reduzir a sinistralidade das apólices. As possíveis coberturas ficam a critério de cada operadora. Fique ligado, escolha uma operadora confiável e tire todas as suas dúvidas antes de contratar o serviço.

Bem, esperamos que nossas dicas os ajudem a se preparar. Por último, mas não menos importante, viaje conectado, é sempre importante e ajuda a minimizar problemas durante as viagens internacionais. Com o chip internacional da @acasadochip você já chega conectado ao seu destino e pode aproveitar com mais tranquilidade. 

Só nos resta desejar uma excelente viagem! 

 

plugins premium WordPress

MENU